Setembro 15, 2021

Proteção de Privacidade do E-mail da Apple: O que muda em relação ao envio de e-mail?

Reading time about 7 min

Com o iOS 15, não será mais possível utilizar pixels invisíveis para medir as aberturas do e-mail da Apple. Descubra o que isso significa para você e o que a Brevo preparou para te ajudar a enfrentar este novo desafio.

Recentemente, a comunidade de profissionais de e-mail marketing começou a ficar turbulenta. O motivo: com o próximo iOS 15, que ficou disponível no dia 14 de setembro, a Apple anunciou uma nova funcionalidade: “Proteção de Privacidade do E-mail da Apple”, que terá o efeito de distorcer a medida da taxa de abertura no aplicativo de e-mail da Apple. 

Para um setor profissional que baseia muitas de suas análises e estratégias nessa taxa, isso é, potencialmente, um grande problema.

Neste artigo, nós te explicaremos o que é a Proteção de Privacidade do E-mail da Apple, e quais medidas a Brevo vai tomar.

Como funciona a Proteção de Privacidade do E-mail da Apple?

Uma funcionalidade opcional, mas destacada.

Assim que os usuários do iOS 15 abrem o aplicativo do e-mail da Apple, eles verão essa mensagem:

Fonte: Ryan Jones

A opção de “Proteger minha atividade de e-mail” não será ativada automaticamente. Mas sejamos francos: se te dão a opção de proteger a sua atividade ou não… o que você escolheria?

Uma vez que o usuário terá optado pela proteção das suas atividades, a Apple vai fazer o download do conteúdo das mensagens em segundo plano (assim também o pixel usado para rastreamento das aberturas se abre) antes de entregá-las aos destinatários. E isso mesmo se eles não abrirem o e-mail.

O problema é que não será mais possível determinar com precisão qual usuário que utiliza o e-mail da Apple abriu o seu e-mail. Desta forma, todos os e-mails enviados para o e-mail da Apple serão automaticamente contabilizados como abertos. 

Veja o que diz a Apple em seu comunicado oficial.

“No aplicativo de e-mail da Apple, a funcionalidade de proteção de privacidade do e-mail impede os remetentes de utilizarem píxels invisíveis para coletar informações sobre os usuários. Esta nova funcionalidade permite ao usuário impedir que os remetentes saibam quando eles abrem um e-mail e escondem seu endereço IP para que ele não possa ser ligado a outras atividades online ou utilizado para determinar a sua localização.”

Além de não poder medir as aberturas, será também impossível de aproveitar as funcionalidades de geolocalização.

Essa nova funcionalidade tem também as suas vantagens em relação à proteção de dados. Há alguns anos e, sobretudo, depois da instauração do RGPD na Europa, a questão da gestão e da proteção de dados dos usuários ganhou bastante amplitude e isso é ótimo!

Infelizmente, a proteção de privacidade de e-mail também possui algumas desvantagens: impedido os profissionais de e-mail marketing de analisar corretamente as suas campanhas, ficará mais difícil para eles oferecerem conteúdos personalizados que os seus assinantes desejam realmente receber. Paradoxalmente, essa nova funcionalidade pode, portanto, levar a mais e-mails indesejados. 

O que a Proteção de Privacidade de E-mail muda para os profissionais de e-mail marketing que utilizam a Brevo?

Vejamos agora o que esta nova funcionalidade de Proteção da Privacidade do e-mail muda para os usuários da Brevo

As taxas de abertura são muito importantes para medir o sucesso de uma campanha de e-mail. Elas são igualmente utilizadas para muitas outras funcionalidades, como a automação. 

Infelizmente, a partir do momento em que a Apple abre automaticamente todos os píxels de monitoramento, não será mais possível determinar claramente quais e-mails terão sido abertos por um humano ou não. 

Note que isso diz respeito somente à Apple e, portanto, não inclui os usuários que utilizam o aplicativo do Google (Gmail) em seu iPhone.

Veja o que vai mudar:

  • As aberturas do e-mail da Apple não poderão mais ser contadas de forma precisa nas taxas de abertura.
  • Os cenários de automação executados através de um gatinho “aberto” não funcionarão mais para usuários do e-mail da Apple.
  • Toda a segmentação baseada em taxas de abertura não será mais fiel para os usuários do e-mail da Apple.
  • O teste A/B baseado em taxas de abertura (como por exemplo os testes A/B baseados em linhas de assuntos de e-mails) não funcionará mais para os usuários do e-mail da Apple. 
  • As funcionalidades de geolocalização não funcionam mais para usuários do e-mail da Apple. 
  • A otimização do horário de envio não será mais confiável para os usuários do e-mail da Apple. 

Sim, vendo assim, pode dar um pouco de medo!

Mas nada de pânico! O envio de e-mail não vai acabar! Bem ao contrário!

Como a Brevo vai se adaptar à Proteção da Privacidade de E-mail

Aqui estão as medidas tomadas pela Brevo para continuar a analisar as suas campanhas de e-mail de forma eficaz:

Para se adaptar à funcionalidade de Proteção de Privacidade de E-mail, a Brevo vai:

  • Excluir as aberturas dos E-mails da Apple quando for calcular as taxas de abertura. 
  • Excluir as aberturas a partir do e-mail da Apple das condições de acionamento “Aberto” para os cenários de automação de marketing.
  • Propor uma taxa de abertura estimada – graças a uma fórmula mágica baseadas nos dados coletados pelo nosso sistema, nós poderemos lhe propor uma taxa de abertura estimada suficientemente precisa para medir o sucesso de suas campanhas.

Excluindo os usuários do e-mail da Apple de nossas análises, te permitirá a continuar a utilizar os seus cenários de automação. Sem isso, as suas taxas de abertura teriam o risco de aumentar, e o gatilho “Aberto” seria desencadeado por todos os usuários do e-mail da Apple – aumentando o número de envios e-mails indesejados.

Mas propondo uma taxa de abertura estimada, nós te permitimos ter uma visão geral do sucesso de suas campanhas.

O que os profissionais de e-mail marketing podem fazer para contornar a Proteção de Privacidade do E-mail da Apple

Segue abaixo algumas boas práticas que vão te ajudar a reagir a essa mudança

Nós admitimos, esse título pode enganar um pouco. Na verdade, não existe realmente uma forma de contornar a Proteção de Privacidade do E-mail da Apple. 

Porém, existe uma série de medidas que você pode tomar para adaptar a sua estratégia de e-mail marketing.

Pergunte-se se as estatísticas da Apple são realmente importantes para você

Ao ler este artigo você pode ter começado a entrar em desespero. Mas você sabe quantos destinatários usam, de fato, um e-mail da Apple?

Dê uma olhada em suas estatísticas, e você se dará talvez conta de que os usuários do e-mail da Apple representam apenas uma pequena parte dos seus contatos. 

Além disso, não há nenhuma razão para pensar que um usuário da Apple tenha uma mentalidade e preferências totalmente diferentes de um usuário Android. 

Se, por exemplo, você realizar um teste A/B para determinar a eficácia de um assunto de e-mail (medindo as aberturas entre seus contatos que não utilizam Apple) é seguro apostar que o assunto vencedor será igualmente eficaz para usuários Apple.

Passe para uma estratégia baseada na taxa de cliques

Este é, sem dúvida, o melhor conselho que podemos te dar hoje!

É possível que o recurso de Proteção de Privacidade do E-mail da Apple seja apenas o início de outras mudanças, e que outros, como o Google, instalem em breve sistemas semelhantes.

Não é o fim do mundo! Para continuar a medir de forma eficaz as suas campanhas de e-mail marketing, é suficiente concentrar-se na análise das taxas de cliques. 

Embora a taxa de cliques dê menos informações sobre o interesse primário de seus contatos (qual assunto impulsionou o usuário a abrir o e-mail, por exemplo), ela ainda é a medida da qualidade final do seu produto. 

Afinal, de quê adianta impulsionar os seus contatos a abrirem o e-mail se eles não estão interessados no conteúdo que encontram dentro dele?

Portanto, considere o redesenho de seus cenários de automação para que os eventos anteriormente acionados por uma abertura sejam agora acionados por um clique. De forma mais geral, concentre seus KPIs e suas análises na otimização das taxas de cliques no lugar das taxas de abertura. 

De toda a forma, não há necessidade de se alarmar: como sempre, os profissionais de e-mail marketing devem se adaptar… e, como sempre, eles farão isso com sucesso <3 

Crie a sua conta Brevo >>

Ready to grow with Brevo?

Get the tools you need to reach your customers and grow your business.

Sign up free